domingo, 11 de abril de 2021

The Outer Worlds (Xbox Series S)

RPG da dupla de criadores de Fallout 1 e 2, aqui eles não se fizeram de rogados e buscaram inspiração no seu próprio clássico: The Outer Worlds apresenta aquele DNA já bem conhecido, que mistura tecnologia avançada com visuais vintage, mundo (s) pós-apocalíptico (s) e personagens carismáticos. Quase um Fallout espacial. 

Temos aqui toneladas de bons diálogos numa história sci-fi que prende a atenção: o protagonista, após hibernação de 70 anos, é reanimado e tem que se deparar com um universo inóspito e desconhecido. O texto vai de intrigas políticas a relacionamentos amorosos, passando por questões de amizade e honra que irão demandar difíceis escolhas. Tentei tomar as decisões mais justas possíveis, mas nem tudo é óbvio, as vezes 2 personagens antagônicos apresentam razões bastante plausíveis e cria-se o dilema. 

É um jogo de bom tamanho, não gigantesco, mas se você realmente se interessar a coisa bate as 30 horas. Tecnicamente não há nada impressionante, é um produto 100% da geração passada, com visual e cores bastante artificiais. Não chega a ser mundo aberto, temos áreas de razoável tamanho e loads (muito rápidos no Series S) na hora de acessar cidades e até mesmo prédios maiores. Agora eu recomendo fortemente que você domine os bagunçados menus do jogo, não importa o tempo que isso leve, do contrário algumas tarefas vão ficar bem difíceis, em especial a missão final.

Com muita coisa pra ler, sistema de evolução pra dominar e decisões a tomar, The Outer Worlds é um jogo pra entusiastas do formato, sólido e divertido o bastante pra em 2019 ter sido indicado ao GOTY do TGA. Experimente. 

Nota 8,5