quarta-feira, 10 de março de 2021

Caçando Carneiros - Haruki Murakami

Eu botei os olhos num livro do Murakami e percebi que ali havia algo diferente, uma conexão quase que imediata. Dono de um texto límpido, austero, rigoroso, Murakami transforma o trivial em sublime. É um exemplo do puro poder de sedução da escrita.

Em Caçando Carneiros, livro de 1982, acompanhamos o protagonista numa busca por um carneiro supostamente especial, não se deve falar mais nada sobre a história. O livro inteiro é permeado por uma atmosfera onírica, um sentimento incomodo e inexplicável de desconforto, de estar preso a um sonho que a qualquer momento pode virar pesadelo.

O escritor se equilibra muito bem no delicado território do surrealismo. A trama se desenrola sem pressa e mantem o interesse até o fim. Em determinado ponto passei a ter dúvidas se o escritor conseguiria tirar o coelho da cartola e concluir tudo de maneira satisfatória. Não só consegue como surpreende. 

Murakami não é um escritor do gênero horror, mas acaba sendo mais assustador que a maioria deles. Baita livro fora da curva, experimente.

4 estrelas